Almada / Sintra / Cascais / Mafra / Palmela

Dia 1
Almada, a cidade remonta a 5000 anos, por ali passaram Fenícios, Romanos, Cartagineses, sendo o povo Árabe o que teve maior influência na região. A cidade tem uma vista privilegiada sobre o rio Tejo e em 1959 foi inaugurado o santuário do Cristo Rei onde iniciaremos as nossas visitas. A primeira paragem a visitar é o santuário do Cristo Rei, que possui uma vista panorâmica de 360 graus a 215 metros acima do nível do mar, e é visita obrigatória pelos peregrinos cristãos todos os anos, (Entradas incluídas). Segue-se Sintra onde poderá dispor de todo o tempo livre para visitar o parque da Regaleira e o palácio da Pena. (entradas incluídas sem almoço), Sintra foi testemunho de quase todas as épocas da história de Portugal (apelidada de serra da Lua e de Monte Sagrado, sempre envolvida em romantismo e misticismo, sitio de lazer para as casas reais portuguesas e não só. Aqui visitaremos a Quinta da Regaleira composta pelo palácio da Regaleira, o bosque composto de vegetação tropical e sub tropical, o Patamar dos Deuses composto por 9 estatuas de deuses greco-romanos, o poço iniciático, uma galeria subterrânea com uma escadaria em espiral, por onde se desce até ao fundo do poço onde encontramos uma rosa dos ventos em mármore embutida no solo, a capela da santa trindade, a torre da Regaleira e o palácio da Regaleira de onde partimos para o palácio da Pena, (entradas incluídas). O palácio tem uma decoração Gótica, Árabe e Medieval está implantado na rocha a 450 m de altura com uma vista impressionante sob a serra, as suas encostas são completamente florestadas com espécies exóticas de forma intensiva e o palácio e considerada uma das sete maravilhas de Portugal. Seguimos então para cascais onde pernoitaremos em hotel escolhido pela agência em regime de H/B.
Dia 2
Após o pequeno-almoço seguimos rumo a Mafra onde visitaremos o Convento de Mafra, (entradas incluídas). De estilo Barroco, foi mandado construir em 1717 por D. João V caso a sua esposa lhe desse um herdeiro e como tal assim foi. Por aqui passaram os Franciscanos responsáveis pela biblioteca e os cónegos de stº Agostinho . O palácio do convento foi usado pelos reis para as caçadas na tapada. A visita pode ser feita pelos 2 andares, os aposentos do rei e da rainha, o famoso carrilhão (dos seis órgãos) onde só no convento podem ser tocados, a biblioteca que é o maior tesouro do convento com o seu chão de mármore e estantes rococó com mais de 40.000 livros encadernados a couro e ouro maravilhosamente preservados. Vale a pena visitar a basílica, guardada por várias estátuas de santos á entrada. Daqui seguimos para Palmela, situada nos contrafortes da serra da Arrábida com uma vista fenomenal, sendo uma zona caracterizada pela produção vinícola, visitaremos uma prova de vinhos numa das casas de vinhos da zona (entradas Incluídas) Após a visita regresso ao Algarve.